Brigadeiro, Doce Muito Brasileiro

Publicidade:

O brigadeiro é um docinho apreciado por todo mundo no Brasil e, hoje de reconhecimento internacional. Mas você sabia que se trata do docinho mais brasileiro que existe na face da terra? Conta a história gastronômica, e algumas lendas também, que durante a candidatura do brigadeiro Eduardo Gomes à Presidência da República nos anos de 1945 e de 1960 pelo partido UDN, as mulheres correligionárias participantes ativas nas campanhas faziam docinhos conhecidos como “negrinhos”, cuja receita original era à base de ovos, leite, açúcar, manteiga e chocolate e os vendiam para arrecadar fundos para a campanha. O “negrinho”, como era chamado, agradava tanto que passou a ser pedido por todos e, além disso, posteriormente batizado de “o docinho do brigadeiro”. A eleição acabou sendo conquistada pelo então  general Eurico Gaspar Dutra, mas a iguaria feita e servida nas convenções do partido e das reuniões de campanha acabou conquistando o paladar das pessoas e se popularizou, ganhando os lares brasileiros simplesmente como o docinho do “brigadeiro”.

Por um longo período, o brigadeiro também esteve no esquecimento de muitos gourmets. A receita  também sofreu algumas mudanças na utilização de ingredientes para o preparo da receita. Hoje é um dos docinhos que não pode faltar em nenhuma festa. Se for infantil então, a criançada já espera pelos brigadeiros antes mesmo de chegar ao evento.  Com variações sofisticadas, o docinho mostrou sua cara, ganhou reconhecimento e, atualmente pode seu encontrado em diversas variações a partir da receita original. Há inclusive as chamadas brigadeirias gourmet – lojas especializadas no feitio do docinho e na sua comercialização, as quais estão espalhadas pela cidade,  para a felicidade tanto dos “chocólatras” adoradores do docinho, como para aqueles que não dispõem de tempo para fazê-los para os eventos, muitas vezes dos mais  refinados.

Agora, se quiser se deliciar, sem medo das calorias (30 gramas têm aproximadamente 100 calorias!), lá vai a receita quase original apreciada pelos correligionários do (e do próprio) brigadeiro Eduardo  Gomes:

1 lata de leite condensado;

2  colheres de manteiga sem sal (preferencialmente, evite a margarina, o sabor se intensifica);

2 colheres de chocolate em pó peneiradas (evite também os achocolatados, use tipo o do ‘padre’);

1 gema de ovo (se quiser menos calórico, não use);

1 pacote de chocolate granulado (100 gramas);

Cerca de 40 forminhas.

Coloque a manteiga numa panela grossa em fogo baixo; acrescente o leite condensado e as duas colheres de chocolate já peneiradas e a gema de ovo, também peneirada. Vá mexendo todos os ingredientes, misturando-os, sempre em fogo baixo. Obtêm-se o ponto do docinho para que seja enrolado, quando o conteúdo começar a se desprender da panela. Cuidado para não passar do ponto. Espere esfriar e faça bolinhas, usando uma colher de chá como medida, e passe-as no granulado. Então é por nas forminhas e servir!

A receita rende de 40 a 50 brigadeiros.

 


Categoria: Alimentação, Cozinha | Tags: , , , , |